sábado, 30 de janeiro de 2010

Ninguém Diria




Vivo uma vida dupla. Perto de outras pessoas comporto-me como sempre. Bem disposta, mau feitio, empenhada, irritável, arrogante e com a sensibilidade á flor da pele. Ninguém diria que por dentro me sinto desfeita. Os melhores amigos sabem que algo está errado, quando perguntam digo-lhes, os outros que não perguntam sabem só que ando com o olhar mortiço e longe. Continuo a rir como dantes, mas não a sorrir, dizem ...

Ninguém sabe o aperto que tenho no peito e que me faz querer deixar de respirar. Poucos seriam capazes de compreender.

Tenho medo de chegar o dia em que não consiga levantar-me e erguer a cabeça para viver o lado B, para viver a personagem que já está mecanizada.

Tenho saudades de mim, e dele tantas. A ideia do "nunca mais" apavora-me. Porque meti na cabeça que o sentido da vida está nos olhos dele, que o amor mora nos beijos dele.

Mais que a ausência, mais que a separação, dói que ele nunca tenha sentido o suficiente, nunca tenha gostado de mim o suficiente, e que eu nunca tenha sido boa o suficiente para lhe merecer uma oportunidade.
No domingo o Rui faz anos e vamos passar o dia todo fora, quarta-feira tenho reunião com a professora e a psicóloga que está a acompanhar o meu puto.
Sabes Paixão, tudo isto seria tão mais fácil de suportar se estivesses aqui comigo ...

5 comentários:

Anónimo disse...

Tens uma forma estranha de ver a vida e a realidade.
Não sou ninguem para te julgar mas acho que te estás a destruir aos poucos.
Não tenho de me meter na tua vida mas de facto se houve algo que conseguiste foi cativar muitas pessoas com a "novela" do teu blog. Eu sou uma delas no entanto tenho de te dizer que nunca queria a meu lado uma pessoa como tu. Tu não vives a vida e ao viveres "duas" não tiras proveito de nenhuma, és tu mesma que o dizes!!!!!
Não vejas isto como uma atitude pseudo moralista mas apenas que estás a precisar de um abanão e de alguma confrontação com a realidade que estás a criar e que te vai destruir. Assume-te e vive a vida em paz.
"Mandou-me tomar uns comprimidos 3 vezes ao dia, coisa que não faço tensões de fazer. Enquanto não notar no meu corpo que preciso deles não os quero."
Tu já ultrapassaste o limite de fazer tal distinção.
qualquer psiquiatra neste momento te faria um diagnóstico muito preocupante. O que tu deixas transparecer é que a morte anda perto!
Lembra-te dos teus filhos, maridos, mulheres e amantes arranjam-se quando se quiser... mas os teus filhos não tem de sofrer com isto.
Desculpa a rudeza e a frieza das minhas palavras.
Qualquer dia ganho coragem e apareço no msn.
Reflecte, já não tás muito longe do fundo, mas do verdadeiro fundo.

mafalda disse...

Senti um arrepio que me percorreu da cabeça aos pés... ainda só li este post mas este, parecia ter sido escrito por mim! tudo tudo igual... é tão dificil..

Princesa Da Noite disse...

Mafalda, acredita que somos muitas!
Beijocas.
Princesa Da Noite

Princesa Da Noite disse...

Anónimo, respeito a tua opinião, e da mesma forma que publico todos os comentários, sejam eles abonatórios á minha pessoa ou não, publiquei o teu.
Se me quizeres adicionar terei muito gosto em trocar umas palavras contigo.
Beijos.
Princesa Da Noite

oral_muito_melhor_que_palavras disse...

sem palavras, muitos pensamentos, demasiados turbilhões, afinal a vida é feita de quê???


decisões??
Anseios???
Respirações descontroladas???
Boas, más ??
afinal a vida é feita de quê?